11 de maio de 2014

III Festival Música e Talentos Marili Dias

No último sábado (10/05) aconteceu o III Festival de Música e Talento Marili Dias, realizado pelo projeto Nas Ondas do Marili com apoio técnico do CEU Pq. Anhanguera. Como de costume a diversidade musical deu tom ao evento, as apresentações de alunos, professores e funcionários, somaram-se ao trabalho de artistas-ativistas que fazem a cena cultural da “quebrada”.

 Nesta edição “Mc Confusótiko” deu voz ao Rap, vindo da Cidade de Cotia, para compartilhar sua música e ideologia. Dani e Banda, grupo de samba “piritubano”, sacudiu a galera com seu batuque e entusiasmo. E, finalmente, fechamos o evento com o discurso inflamado dos “Cachorros Sem Dono”, irreverente banda de rock caieirense.

O ano de 2014 ainda trouxe surpresas, como a exposição fotográfica “Cidadão Afro Brasileiro”, do projeto “Escola em Movimento” da EMEF Marili Dias, além da apresentação do “Grupo de Capoeira Raízes” dos CCA’s (Centro da Criança e Adolescente) Guadalupe e Filhos da Terra.

Agradecemos a todos que estiveram presente.
















3 comentários:

  1. Plínio Pereira de Sousa11 de maio de 2014 16:13

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É emocionante ver o trabalho desta equipe. Parabéns para todos e para você Plínio, pelas palavras.
      Márcia Pitta

      Excluir
  2. Plínio Pereira de Sousa11 de maio de 2014 16:21

    Salve galera! É um orgulho ver a evolução do Festival de Música e Talentos Marili Dias. Lembro da primeira edição, dos desafios que encontramos (pouquíssimos recursos e muita vontade). Naquele momento a compreensão de todos sobre o festival era limitada e havia muita desconfiança, ainda assim enfrentamos todas as dificuldades e com muito suor realizamos nosso primeiro festival.

    Nestes três anos muitas pessoas especiais passaram por nossa Escola: IDL, Lado Sujo da Freqüência, Filhos do Guardinha, Projeto 23, Cachorros Sem Dono, Tabata Alves, Pâmela Regina, alunos, professores, entre tantos e tantos outros.

    Levamos para dentro da escola o grafite, a capoeira, o rock, o samba...

    Sinto tanta alegria ao presenciar um sambista trocando figurinhas com um rapper, de ver juntos, Funk e MPB... Isso tudo é muito especial.

    Hoje, felizmente algumas dificuldades foram superadas, esperamos contar com todas as parcerias que concretizamos durante esse período e consolidar muitas outras.

    Quero agradecer especialmente a equipe de técnicos de som e iluminação do CEU Pq. Anhanguera, as bandas que ao longo dos anos colaboraram trazendo nas costas amplificadores e baterias, aos professores que tantas vezes bateram pernas pelo bairro, de porta em porta, em busca de patrocínio.

    Nosso evento cresceu, e crescerá muito mais, com a ajuda dos alunos, professores e dos artistas quase anônimos que nos oferecem um olhar especial da quebrada.

    Como diria o mestre do Canão, respeito é pra quem tem! Meu salve à correria que não sai na foto.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!